SERVIÇOS

Cardiologia

É a especialidade que estuda e trata as doenças do coração. A incidência dessas enfermidades vem aumentando devido ao aumento da expectativa de vida dos animais de companhia, especialmente como resultado dos avanços da Medicina Veterinária preventiva.

Doença cardíaca é definida como a presença de qualquer alteração cardíaca, a exemplo da detecção de sopro ou arritmia à auscultação cardíaca, ou aumentos cardíacos observados ao raio-x do tórax pelo Médico Veterinário. As principais enfermidades do coração que acometem os cães e gatos podem ser divididas em adquiridas e congênitas.

As doenças cardíacas adquiridas são aqueles que se desenvolvem no cão ou gato mais idoso, geralmente a partir dos seis anos de idade. Em cães as mais comuns são as doenças das válvulas do coração e fraqueza no músculo cardíaco; já em gatos os problemas no músculo cardíaco, como a hipertrofia miocárdica, são as mais comuns. 

As cardiopatias congênitas são aquelas presentes já ao nascimento do animal, onde a hereditariedade pode representar uma causa. Essas doenças relacionam-se com defeitos anatômicos do coração, como o estreitamento das válvulas e presença de paredes incompletas.

Doenças não cardíacas em cães e gatos, especialmente as doenças dos rins, as hormonais (diabetes, por exemplo) e o excesso de peso, podem também prejudicar o coração, pois levam à pressão alta, problema clínico grave e silencioso, que pode ter consequências desastrosas para os rins e saúde dos olhos, cérebro e do próprio coração.

Independente da causa, as doenças cardíacas resultam em insuficiência do coração, ou seja, quando o mesmo se torna enfraquecido, surgindo sintomas como tosse, engasgos quando bebem água ou se alimentam, cansaço fácil ou intolerância ao exercício, dificuldade para respirar, língua arroxeada, fraqueza, desmaio, convulsão, e presença de líquido na barriga.

Diante do exposto, a observação dos sintomas de insuficiência do coração deve servir de alerta para que os proprietários de cães e gatos procurem orientação do seu Médico Veterinário, para que o mesmo possa investigar, diagnosticar e tratar o problema da maneira adequada.